Quarta, 18 de Maio de 2022 18:46
67 99698-9354
Nova Alvorada do Sul Discriminação

Servidora Publica denuncia Vereadora por ser humilhada em local de trabalho devido suas limitações físicas

Vitima sentiu-se humilhada e procurou a Delegacia de Policia para registrar o ocorrido

08/04/2022 09h14
3.452
Por: Redação
Servidora Publica denuncia Vereadora por ser humilhada em local de trabalho devido suas limitações físicas

A servidora Pública T.C.M, compareceu a Delegacia de Policia Civil de Nova Alvorada do Sul na data de ontem (07) após se sentir humilhada em seu local de trabalho no centro de fisioterapia municipal pela Vereadora Andreia Fim.

Conforme consta no boletim de ocorrência a servidora alegou que estava em seu local de trabalho quando a vereadora chegou ao local a procura do diretor do departamento para reclamar dos serviços prestados pela servidora. Segundo a vítima a Vereadora teria dito ao Diretor do departamento em alto tom que a servidora por ter uma doença crônica e degenerativa, não estaria conseguindo fazer um atendimento adequado e que se ela não tem condições de trabalhar que saia do órgão ou melhore seus serviços. A vitima disse que essa conversa aconteceu na frente de outros pacientes onde puderam escutar os fatos relatados.

A vítima ainda relatou que sem a devida autorização a vereadora efetuou fotos da agenda de atendimento dos pacientes, conforme consta no boletim de ocorrência.

Pessoas que estavam presente no local disseram a nossa reportagem que o fato foi muito desagradável, pois poderia ter ocorrido reservadamente sem expor a servidora. “Foi algo humilhante em ver a vereadora praticamente gritando humilhando a servidora devido seu problema de saúde, vi a expressão da servidora e me deu pena”. Relatou uma paciente que aguardava atendimento no local.

A apuração dos fatos ocorrerá pela Delegacia de polícia civil do município. Também cabe a comissão de ética da Câmara Municipal apurar a conduta da vereadora. A procuradora da Procuradoria das Mulheres da Câmara Municipal, vereadora Íris Gabriele respondeu a nossa reportagem que desconhece o fato e iria apurar o acontecido, a Coordenadora da Coordenadoria das mulheres da Prefeitura Municipal foi procurada e preferiu não se manifestar, mesma posição foi a da assessoria de imprensa da Câmara Municipal que preferiu permanecer calada, o presidente do sindicato dos servidores municipais não foi localizado para comentar o ocorrido.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias