Quarta, 18 de Maio de 2022 18:15
67 99698-9354
14°

Nuvens esparsas

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 4,97

Euro

R$ 5,2

Peso Arg.

R$ 0,04

Mato Grosso do Sul Investigação

CPI dos combustíveis de Rio Brilhante é “enterrada “ pela Câmara de Vereadores

CPI seria para investigar desvio de dinheiro público desviado sob o disfarce de combustível e gastos com oficina

23/03/2022 08h17
1.256
Por: Redação
CPI dos combustíveis de Rio Brilhante é “enterrada “ pela Câmara de Vereadores

Pela segunda vez a tentativa de se investigar através de uma CPI o escândalo dos combustíveis na prefeitura de Rio Brilhante foi frustrada pela Câmara de Vereadores do Município.

Novamente a vereadora Wandressa Barbosa apresentou requerimento propondo uma CPI sobre o assunto e apesar de ter conseguido a assinatura dos vereadores Tucura, Venizelos, Sergio Silva e Azer o restante dos vereadores votaram contra o requerimento, alegando que uma investigação desse tipo pode causar gastos ao Legislativo, trabalho excessivo aos vereadores, dentre outras conjecturas que não explicam ao certo o porquê de os vereadores fugirem do dever de fiscalizar.

Enfim, Rio Brilhante ainda não sabe o que de fato aconteceu e quem são todos os envolvidos no esquema de desvio de dinheiro, já que o processo corre em segredo de justiça e nem através de ofício ou requerimento os vereadores podem ter acesso às informações. A CPI- Comissão Especial de Inquérito, prevista no art. 82 do Regimento Interno da Câmara foi sugerida em conversa informal com um promotor que ressaltou que nós vereadores temos meios próprios de investigação, assim como o Ministério Público tem os deles e um não sobressai nem anula o outro. Finalizou a Vereadora Wandressa Barbosa.

Votaram contra a CPI os vereadores, Rodrigo, Zezinho, Juarez, Gamarra, Adão, Adailton e Nô. O Vereador PC não votou por ser na época dos fatos o secretário da secretaria onde ocorreram os crimes

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias