Quinta, 02 de Dezembro de 2021 17:22
67 99698-9354
28°

Pancada de chuva

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,63

Euro

R$ 6,37

Peso Arg.

R$ 0,06

Mato Grosso do Sul COVID-19

Com 65% da população imunizada, Mato Grosso do Sul desobriga uso de máscaras nas ruas

Retirada das máscaras pode acontecer a tempo das festas de fim de ano, prevê Prosseguir

03/11/2021 11h22
1.205
Por: Redação
Com 65% da população imunizada, Mato Grosso do Sul desobriga uso de máscaras nas ruas

Com 65% da população completamente imunizada e a queda no número de internações e mortes por coronavírus, o uso da máscara ao ar livre não é mais obrigatório em Mato Grosso do Sul. A medida já era prevista em decreto e foi reafirmada pelo Governo do Estado, durante coletiva do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) na manhã desta quarta-feira (3). O fim da obrigatoriedade de máscaras segue em discussão e, se o Estado continuar com o ritmo de vacinação, a proteção pode deixar de ser obrigatória nas festas de final de ano. 

O presidente do Comitê Gestor do Prosseguir, Eduardo Riedel, reafirmou que as máscaras não são mais obrigatórias em locais abertos. Na prática, o morador não precisaria utilizar a proteção ao caminhar nas ruas, praças e parques, por exemplo. Contudo, para entrar em qualquer estabelecimento fechado, o uso da máscara ainda é obrigatório. 

“Não temos essa obrigação [de usar em locais abertos], já está posto no nosso decreto. Não tem obrigação, mas deve manter o uso em ambientes de aglomeração e fechados”, disse. 

Riedel explica que não haverá qualquer tipo de sanção ou punição para quem não utilizar máscaras ao ar livre. “É de cada um, a pessoa que vai ter essa consciência. Nos locais fechados sim, a gente ainda tem, em decreto, a necessidade do uso de máscaras. Vai ser retirada com avanço da vacinação e entendimento do grupo técnico. No momento, ainda não é hora de fazer isso”.

Mas, como assim a máscara já não era obrigatória ao ar livre? O anúncio do Governo do Estado pode ter deixado algumas pessoas confusas, mas o que acontece é que o decreto já não incluía a obrigatoriedade da proteção nos espaços abertos. Contudo, com a circulação do coronavírus no Estado, as autoridades ainda recomendavam que as máscaras fossem usadas em todos os locais. Agora, o cenário da pandemia é diferente e a população está livre para andar sem máscaras nas ruas, ou seja, não há mais a recomendação em locais abertos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias