Quarta, 22 de Setembro de 2021 01:34
67 99698-9354
21°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,27

Euro

R$ 6,18

Peso Arg.

R$ 0,05

Nova Alvorada do Sul Auxilio

Auxilio Emergência Municipal de Nova Alvorada do Sul, o conto de fábulas na cidade das maravilhas

Por enquanto população se encontra em dúvida se o benefício será pago

08/09/2021 11h26 Atualizada há 2 semanas
2.501
Por: Redação
Auxilio Emergência Municipal de Nova Alvorada do Sul, o conto de fábulas na cidade das maravilhas

Prefeitura de Nova Alvorada do Sul cria Auxílio Emergencial Municipal, essa foi a manchete no site da     Assomasul (associação dos municípios do Mato Grosso do Sul), em 22 de abril de 2021, todo feliz o prefeito posou para a foto que ilustrava a matéria do referido Site.

A matéria dizia ainda, “Em virtude da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus) e das dificuldades financeiras que assolam muitas famílias, a prefeitura de Nova Alvorada do Sul criou o Auxílio Emergencial Municipal”.

Já em 03 de maio, a Câmara Municipal publicou em seu site institucional “ Prefeitura e Câmara oficializam auxílio emergencial municipal”, a matéria ainda diz “ O projeto de auxílio, segundo o prefeito, faz parte do seu plano de governo de instituir um “novo tempo” na gestão pública, onde se busca um zelo e cuidado maior com as famílias.  “O auxílio será um marco positivo da nossa gestão, um olhar mais humano junto às famílias fragilizadas economicamente. Com austeridade e economia dos recursos públicos estaremos atendendo quase (1000) mil famílias, destinando recursos na ordem de R$ 1 milhão de reais”. Disse o Prefeito.

Nova Alvorada do Sul cria programa de auxílio emergencial, Município é o primeiro do Estado a criar um auxílio local aos moradores, era a manchete no portal da Rádio CBN em 28 de abril.

Mídias de todo estado e Brasil replicaram a matéria jornalística em seus portais de notícias, prefeito concedeu entrevista a diversos sites e rádios, inclusive a criação do auxílio foi parar nos canais de televisão, devido a iniciativa da nova administração municipal.

A assessoria de imprensa do prefeito produziu diversos vídeos desde o início do cadastro realizado na assistência social a visita de uma empresa de cartões que seria a responsável em pagar o auxílio, reunião realizada no plenário da Câmara Municipal juntamente com empresários, vereadores e imprensa, o efeito midiático estava feito, o assunto do auxílio foi comentado, o nome de Nova Alvorada do Sul e do prefeito municipal foi exaltado nos quatros cantos do País com a criação do auxílio. 

Conto de fabula x realidade 

O que acontece que o auxílio não foi pago até o momento? 

Suposição: Numa certa noite de sono mal dormida, com a nova gestão patinando e perdida o nobre prefeito teve a ideia de pagar um auxilio emergencial seguindo os mesmos moldes do auxílio emergencial do governo federal, na manhã seguinte convocou seu secretariado e expôs a ideia para a criação do benefício, sua assessoria mal preparada teve a brilhante ideia de mesmo sem ter um projeto concreto, um projeto que fosse elaborado por pessoas competentes, projeto discutido em várias reuniões, um projeto que ao ser apresentado a população fosse em frente, fizeram ao contrário, a imprensa foi convocada e toda a propaganda midiática foi feita, com o objetivo atingido que seria evidenciar o nome do prefeito em ter essa iniciativa e ser conhecido como o primeiro prefeito e a primeira cidade a pagar o auxílio emergencial municipal.

Com o projeto enviado à Câmara Municipal, aprovado pelos vereadores, mais publicidade foi realizada, uma empresa administradora de cartões chegou a vir ao município fazer o lançamento do auxílio juntamente com as autoridades, comerciantes e vereadores, tudo estava indo de vento em polpa, até que a parte legal do projeto do auxílio começou a desandar, o projeto estava mal elaborado, diversas falhas legais, para o pagamento do auxílio não bastava chamar uma empresa administradora de cartões e pagar os contemplados, a lei não permitia isso, precisava licitar uma empresa para realizar essa operação, nisso o projeto já tinha até data para início dos pagamentos, até data para a entrega dos cartões a população foram divulgadas, entrega essa que nunca aconteceu.

Foi realizada uma licitação para a contratação de uma empresa administradora de cartões, mas o Tribunal de Contas do Estado barrou a licitação devido a falhas na licitação, dizem que o pregoeiro responsável pelo setor de licitação que foi exonerado, foi devido a falha cometida.

Desesperada com a situação e com a cobrança dos contemplados pelo pagamento do auxílio, o prefeito reenvia o projeto à Câmara Municipal solicitando mudanças na lei, entre essas mudanças permitiria que o município mudasse a forma de pagamento e retirava a restrição de se comprar bebidas, cigarros e combustível com o valor do auxílio.

Após a mudança da lei, a caixa econômica foi convidada a realizar o pagamento do benefício as pessoas contempladas, mas a mesma não demonstrou interesse em realizar, segundo foi apurado, a administração municipal realizará uma chamada publica para que outros bancos interessados em realizar o pagamento possam participar. 

Realidade

Essa é a realidade em que se encontra o projeto, devido à falta de competência de alguns envolvidos, a pressa, a falta de planejamento e comprometimento com a situação, chegou onde chegou, o benefício que tinha o caráter emergencial já perdeu seu principal objetivo que seria contemplar as pessoas mais necessitadas no pior momento da pandemia.

Muito se estranha, o prefeito municipal José Paulo Paleari não dar uma satisfação a população, ao contrário de todo festival midiático que o mesmo fez quando o projeto foi lançado, a omissão do prefeito em dar uma resposta a população é assustadora, o prefeito não deveria fugir das responsabilidades e dar uma satisfação, dar esperança as pessoas que ainda aguardam o pagamento do auxílio, não seria feio pedir desculpa pelo acontecido e assumir a responsabilidade pelos erros, feio é fugir e deixar a população sem esperanças, gostaríamos de ver o nobre prefeito vir a público e dizer que ainda buscam formas de se pagar o benefício, que mesmo com todas as dificuldades que encontraram ainda lutam para que o auxílio seja pago, essa é a atitude de um soldado que não foge à luta.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias