Sábado, 24 de Julho de 2021 07:12
67 99698-9354
20°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,2

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Brasil Doença

Urina preta: jovem fica em estado grave ao desenvolver doença após comer sushi

Menina desenvolveu a síndrome de Haff, causado pela toxina do peixe na comida, levando a perda da força física, dor muscular, desmaios, febre e urina escura

12/07/2021 20h16 Atualizada há 6 dias
1.891
Por: Redação
Urina preta: jovem fica em estado grave ao desenvolver doença após comer sushi

Kelly Silva, de apenas 27 anos, vive uma situação extremamente complicada após se alimentar de um peixe em um restaurante de comida japonesa, na cidade de Goianésia, em Goiás. A jovem desenvolveu uma doença chamada síndrome de Haff, popularmente chamada de urina preta e que a deixou em estado grave, internada em uma UTI.

Segundo reportado pelo UOL, nesta segunda-feira (12), Kelly teria comido um sashimi de tilápia e de salmão no dia 23 de junho, mas tudo teria sido revertido em dores, quando ela passou a apresentar sintomas gastrointestinais, como vômito.

No dia seguinte, 24, ela piorou ao apresentar endurecimento dos músculos e sentir fortes dores no corpo. A jovem foi levada pela irmã para um hospital por conta da gravidade e depois transferida para permanecer internada, tudo isso no período de poucos dias e dando entrada nos hospitais no dia 26.

Exames feitos ainda no hospital detectaram a presença da doença, a síndrome de Haff. A família de Kelly contou para a TV Anhanguera que a jovem teria ido a um jantar com a prima, mas que apenas ela apresentou os sintomas da doença. Ela apresentou vômitos, músculos ficaram enrijecidos, sem movimentos e com fortes dores.

A família ainda acrescenta que a garota foi submetida a uma hemodiálise, porque os rins estariam apresentando uma sobrecarga e não estão funcionando como deveriam. A jovem não prazo para deixar a UTI e ter alta.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Goianésia, a doença é caracterizada pela destruição das proteínas musculares, provocando sintomas como a perda da força física, dor muscular, desmaios, rabdomiólise, febre e urina escura.

"Uma vez que possui uma sintomatologia atípica, solicito que todos os casos, cujas queixas estejam relacionadas à ingestão de peixe, sejam prontamente comunicados à Vigilância Epidemiológica do município para investigação", destacou o alerta da SMS.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias