Sábado, 24 de Julho de 2021 07:14
67 99698-9354
20°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,2

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Nova Alvorada do Sul Que fase

Meu Deus: Ambulância de Nova Alvorada do Sul perde a roda a caminho de Campo Grande na madrugada deste domingo

Segundo relatos, ocupantes viveram momentos de pavor dentro do veículo

11/07/2021 14h18 Atualizada há 6 dias
5.086
Por: Redação
Meu Deus: Ambulância de Nova Alvorada do Sul perde a roda a caminho de Campo Grande na madrugada deste domingo

Na madrugada deste domingo (11) uma ambulância da Secretaria de Saúde do município de Nova Alvorada do Sul, transportando uma paciente em vaga zero para a Santa Casa de Campo Grande juntamente com mais três servidores, perdeu uma roda durante o trajeto, segundo postagem de servidor no grupo de funcionários da saúde, disse que a roda se desprendeu do eixo do veículo, ocasionando momentos de desespero nos ocupantes da ambulância.

Ainda traumatizados com a tragédia ocorrida na última sexta-feira, envolvendo uma outra ambulância, que segundo informações preliminares o estouro de um pneu fez com que o condutor do veículo se perdesse o controle e chocasse com uma carreta que trafegava em sentido contrário, levando duas pessoas a óbito e ferindo mais quatro, sendo três ocupantes da ambulância e o condutor da carreta. Referente a esse acidente a polícia técnica irá apresentar laudo conclusivo sobre as causas e circunstancias que o acidente ocorreu.

Em um grupo de conversas de WhatsApp dos servidores a indignação foi postada e compartilhada a todos, no post é possível perceber a preocupação dos servidores em relação a falta de segurança e manutenção nos veículos oficiais do município.

  “ Boa madrugada para quem ainda não dormiu...Depois de um dia cansativo, pós notícia das nossas perdas recentes, gostaria de dar uma notícia parecida, mas a qual não terminou também em tragédia. Hoje saíram várias vagas, tivemos um óbito no hospital e mais uma vez tivemos que nos deslocar nessas ambulâncias sem manutenção alguma.

Eduardo, Silvio e o técnico foram levando uma paciente também grave e no caminho, uma das rodas da ambulância caiu.

É história se repetindo. Nos resta saber se vamos continuar assim, pondo nossa equipe em risco”.

 Na manhã deste domingo (11) uma postagem supostamente atribuída a Secretária de Saúde do município Patrícia Magalhães no mesmo grupo de WhatsApp, ao invés de apresentar ações para que o problema não mais ocorresse, preferiu tirar o corpo fora e transferir a responsabilidade a terceiros, achou melhor jogar a culpa na gestão anterior que a 7 meses deixou a administração para a atual gestão.

 Mas basta uma rápida pesquisa no portal de transparência para que as alegações da secretária entre em descredito, licitações para manutenção de todos os veículos e pneus estavam licitadas e em vigência, o que faltou na realidade foi gestão e competência da equipe que assumiu em janeiro para elaborar um plano de ação para poderem verificar a situação dos veículos, mas nada foi feito e o resultado aparece neste momento crucial.

Em alguns trechos de sua postagem a secretária diz que ao assumirem não existia nenhuma licitação vigente e sem nenhum processo encaminhado, (INVERDADE, POIS EXISTIA SIM LICITAÇÃO VIGENTE, FOTOS NO FINAL DA MATÉRIA) pois bem, se o que a secretária diz fosse verdade, porque somente neste mês a atual gestão resolveu licitar a compra de peças e manutenções para veículos, se alegam que não existia porque somente agora foi licitada tal necessidade, a falta de competência e juntando com o desespero em tentar desviar o foco da responsabilidade, fazem que pessoas acuadas ataquem terceiros, nobre secretária, já está comprovada a falta de empatia e competência em administrar a secretaria de saúde do município, estás seguindo o mesmo caminho que foi deixada a secretaria de Antônio João, onde o ato marcante deixado foi o recebimento de mais de 70 mil em diárias no período em que esteve à frente da secretaria.

Os valores gastos com a compra de guarda-chuvas devidamente licitados já seria suficiente para a manutenção de alguns veículos, e outras compras desnecessárias e já concluídas nesses 7 meses, mas para arrumar um veículo nas palavras da nobre secretária demoram até 180 dias?, mas podemos afirmar por se tratar de um serviço de urgência, mesmo não tendo qualquer licitação ou processo vigente, é sim possível realizar a manutenção dos veículos, não pode ser uma pratica comum mas na urgência é completamente legal a contratação de uma oficina para executar o serviço.

Em contato com um representante da gestão anterior, foi dito que ao termino do mandato existia sim licitação vigente para a manutenção da frota de veículos do município, se eles suspenderam ou qualquer outra coisa que fizeram não sabemos, pois já se faz 7 meses que a atual gestão assumiu, não tem logica em dizer que não existe licitação, se não existia porque não realizaram uma então, isso é fato, se não tem que se faça então, só agora após essas tragédias vieram dizer que não tem licitação, só acompanhar o portal da transparência que existe empenho pago a oficinas mecânicas esse ano ou então todo esse tempo 7 meses não fizeram manutenção nesses veículos, se até em um carro de passeio particular a manutenção é mais frequente, imaginem num veículo com alta rodagem, que todo dia enfrenta essas estradas, isso é falta de competência mesmo. 

Acidentes

Na segunda-feira (05) um veículo da Secretaria de Saúde se envolveu em um acidente com um ciclista ocorrendo óbito quando voltava da área rural onde se foi buscar pacientes para serem encaminhados para tratamento em Campo Grande, quatro dia depois na sexta-feira (09) uma ambulância com 5 ocupantes se envolveu em um grave acidente envolvendo uma carreta ocasionando duas mortes e quatro feridos, e na manhã deste domingo (11) uma ambulância com 4 passageiros perde a roda se deslocando para Campo Grande em vaga zero para a Santa casa.

 

Correção 20:30hs

Conforme divulgado na matéria acima em que uma roda da ambulância teria caído, retificamos para que a ambulância sofreu um incidente e não pode seguir viagem até Campo Grande onde estaria conduzindo um paciente em vaga zero.

Não se trata de uma Fake News, conforme a propria administração disse em sua página oficial, o fato narra que uma roda teria caído da ambulância, mas nunca disse que a mesma se desprendeu do veiculo disse a matéria que a roda se soltou do eixo e não desparafusou e ficou com somente três rodas fixadas. O fato de a ambulância ter quebrado no meio do caminho e o paciente que estaria em situação grave na ambulância não poder ter seguido viagem não transforma a notícia em Fake News, e não diminui a gravidade da matéria em relação a manutenção dos veículos oficiais do município.

Ressaltamos que antes da matéria ser elaborada foi entrado em contato com o chefe de gabinete para maiores informações, o mesmo disse desconhecer os fatos e não retornou com mais informações.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias