Sábado, 24 de Julho de 2021 07:03
67 99698-9354
20°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,2

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Mato Grosso do Sul Frente fria

Casal enfrenta sensação de 3°C em barraca no canteiro de avenida em Campo Grande

Eles disseram ter deixado 4 filhos em Miranda e vindo para a Capital em busca de emprego

28/06/2021 21h12 Atualizada há 3 semanas
1.438
Por: Redação
Casal enfrenta sensação de 3°C em barraca no canteiro de avenida em Campo Grande

Há um mês em Campo Grande, casal que veio de Miranda vive em uma barraca coberta com lona no canteiro da Avenida Vereador Thyrson de Almeida, próximo à entrada do pronto socorro do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) onde encaram a sensação térmica de 3°C na tarde desta segunda-feira (28). 

Assustado e receoso, o rapaz se identificou apenas como Ricardo para a reportagem e contou que veio com a esposa, grávida de 5 meses, de Miranda para a Capital há um mês tentar arrumar emprego e se instalaram na região da antiga rodoviária, no Bairro Amambaí.

“Viemos para arrumar emprego e o primeiro lugar que paramos foi lá. Mas fomos assaltados. Trouxemos apenas roupas e dinheiro e levaram tudo, além de me baterem.”, disse Ricardo.

Após o assalto, ele afirma que foi orientado por outro morador de rua a sair de lá e se instalar próximo do hospital que seria mais seguro. “Ele arrumou uma lona para a gente e desde então estamos aqui”, declarou. 

No canteiro da Avenida, o casal montou a barraca e cobriu com a lona que ganhou. No local a mulher passa a maior parte do dia enquanto o marido sai para conseguir alguns “bicos” e garantir o dinheiro ao menos da comida.

Sem intenção de ir para abrigo, o rapaz relata que vai permanecer com a esposa no local até conseguir um emprego fixo e uma moradia para os dois, mas como ficaram com a roupa do corpo após o assalto precisam de roupas de frio, comida e uma lona para reforça a cobertura.

“Deixamos quatro filhos com a minha mãe em Miranda. Não pretendo voltar para lá e nem ir para abrigo. Aqui estou conseguindo ao menos umas diárias. Pegamos água do hospital e fazemos uma fogueira aqui para cozinhar, além de nos sentirmos seguros por estarmos perto da guarita que tem segurança o dia todo”, afirmou.

Hoje a Capital amanheceu com termômetros marcando 10°C e a sensação térmica de 8°C, no decorrer do dia as temperaturas continuaram caindo e por volta das 16h chegou aos 7°C com sensação térmica de 3°C e deve permanecer assim na terça-feira (29).

Quem quiser ajudar, pode encontrar o casal próximo ao pronto socorro do Hospital Regional na Avenida Vereador Thyrson de Almeida, no Aero Rancho.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias