Quinta, 17 de Junho de 2021 04:32
67 99698-9354
15°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,06

Euro

R$ 6,08

Peso Arg.

R$ 0,05

Polícia Morto

Suspeito de homicídio e tentativa em Rio Brilhante, morre em confronto com a Polícia

Crime ocorreu em 2017 em Rio Brilhante; Osmar Roque ainda tentou matar a mulher do amigo

21/05/2021 13h13 Atualizada há 3 semanas
1.192
Por: Redação Fonte: Rio Brilhante tempo real
Suspeito de homicídio e tentativa em Rio Brilhante, morre em confronto com a Polícia

Morto com um tiro no peito ao apontar a arma para o policial militar que tentava prendê-lo na manhã de hoje (20) em Itaporã (a 227 km de Campo Grande), Osmar Roque, 24, era acusado de homicídio e tentativa de homicídio contra um casal de Rio Brilhante, em 2017.

As vítimas foram pessoas que deram abrigo a ele no período em que esteve em Rio Brilhante. Osmar esfaqueou Cícero Aparecido dos Santos Silva e Karina Ferreira Soares após o amigo se negar a lhe fazer um empréstimo. Ele queria o dinheiro para fazer festa de aniversário para a namorada.

Osmar Roque nasceu em Foz do Iguaçu (PR) e morou em Santa Catarina, onde tirou o documento de identidade. No dia 19 de julho de 2017, depois de negado o pedido de empréstimo, ele atacou Cícero e Karina enquanto o casal dormia.

Conforme a denúncia feita pelo promotor de Justiça Jorge Ferreira Neto Junior no dia 16 de julho do ano passado, Cícero foi o primeiro a receber os golpes de faca quando estava na cama, mas conseguiu correr para fora da casa. Quando viu Osmar investindo contra Karina, Cícero, mesmo já ferido, entrou em luta corporal com o criminoso. Osmar fugiu e deixou a faca usada no crime.

Karina levou golpes no peito, na mão direita e na perna esquerda, mas sobreviveu. Cícero foi atendido inicialmente no hospital de Rio Brilhante e depois transferido para a UTI do Hospital da Vida, em Dourados.

Dias depois ele foi para outro hospital de Dourados, de onde teve alta para continuar o tratamento em casa através do sistema home care. No entanto, devido a complicações do seu quadro clínico, ele voltou para o hospital de Rio Brilhante, onde morreu no dia 26 de novembro de 2017 por choque séptico em decorrência da facada que atingiu seu pulmão.

Para o Ministério Público, Osmar cometeu os crimes por motivo fútil pelo simples fato de o amigo se negar a lhe emprestar dinheiro e por recurso que dificultou a defesa das vítimas, atacadas quando dormiam.

Tráfico – Osmar Roque estava morando com o casal em Rio Brilhante depois de ser acusado de tráfico de drogas em Maracaju, onde morava na Vila Juquita até o início de 2017.

No dia 8 de fevereiro daquele ano, Osmar foi denunciado por um dos clientes da “boca de fumo” que ele mantinha no bairro. O usuário afirmou que tinha comprado três trouxinhas de crack de Osmar e deixado o celular como garantia de pagamento.

Entretanto, mesmo ele pagando o valor em dinheiro posteriormente, Osmar teria se negado a devolver o celular. Foi o próprio cliente da “boca” que procurou a polícia para denunciar o traficante.

Chamado para depor, Osmar Roque confirmou a história, mas como não houve flagrante e não teve droga apreendida, ele foi liberado. Entretanto, a investigação da Polícia Civil concluiu que Osmar cometeu o crime. Ele foi indiciado e no dia 21 de julho de 2017 denunciado pelo Ministério Público por tráfico de drogas.

ENTENDA O CASO NOTICIADO NO DIA DO FATO EM RIO BRILHANTE

Um casal foi vitima de esfaqueamento no início da manha desta quarta-feira (19), por volta das 05:40h, em uma residência na rua Adolfo Paulino de Matos bairro Manoel das Neves em Rio Brilhante.

De acordo com a ocorrência, Cícero Aparecido dos Santos Silva (32), conhecido como ”Cição”, e Karina Ferreira Soares (21), foram esfaqueados por um homem identificado como Osmar, que apos o crime fugiu, porem a faca foi deixada no portão da casa.

Cícero foi ferido com um golpe profundo no pescoço e precisou ser transferido para um hospital de Dourados devido a gravidade, enquanto Karina recebeu vários golpes pelo corpo, como cabeça, abdômen e face. Ela continua internada no hospital de Rio Brilhante.

A porta da cozinha da residência foi arrombada, segundo a ocorrência policial.

O caso é investigado pela Polícia, para saber a motivação do crime e tentar localizar o principal suspeito. A informação fornecida aos policiais é que Osmar poderia tentar fuga para Maracaju, a 70km de Rio Brilhante.

Os investigadores identificaram o suspeito como Osmar Roque de 21 anos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias