Quinta, 17 de Junho de 2021 03:56
67 99698-9354
16°

Muitas nuvens

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,06

Euro

R$ 6,08

Peso Arg.

R$ 0,05

Mato Grosso do Sul Capital

Homem bêbado com facão assusta funcionários de creche

Rapaz de 20 anos, é conhecido no bairro e confusão começou com um marceneiro na rua da escola

05/05/2021 17h47 Atualizada há 1 mês
1.365
Por: Redação
Homem bêbado com facão assusta funcionários de creche

O ataque registrado ontem (4) em uma creche na cidade de Saudades, em Santa Catarina, deixou grande parte do país, inclusive moradores de Campo Grande, abalados. Prova disso é que na manhã desta quarta-feira (5), funcionários da EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Constança Corrêa de Almeida Serra, assustados após um morador passar pelo local e bater com um facão repetidas vezes nas grades da unidade. 

Tudo começou,  quando o homem de aproximadamente 20 anos e conhecido do bairro, passou pela marcenaria que fica na Rua Edimundo Martins da Silva, no Bairro Dalva de Oliveira, com o facão na mão e uma garrafa de bebida alcoólica.

Segundo o marceneiro, 54 anos, que não quis se identificar, o rapaz  estava acompanhado de mais duas pessoas, todos visivelmente embriagados, quando foi advertido pelo trabalhador que estava em frente ao local. 

“Eu fiz uma preparação de cola e fui para a frente da marcenaria enquanto esperava a cola secar. Esse rapaz passou e eu adverti ele, então ele voltou e me deu um empurrão, depois disse que ia me matar”, falou o homem para  reportagem.

No entanto, o rapaz acabou indo embora e minutos depois o marceneiro foi informado de que ele estaria destruindo o portão da casa que fica a cerca de mil metros da marcenaria. 

“Falaram que ele estava dando chutes no meu portão, completamente transtornado. Ele deu uns 15 chutes e chegou a quebrar o portão. Depois ele começou a ameaçar todo mundo que passava na rua e foi indo em direção a escola que fica na esquina”, declarou.

Ainda conforme o marceneiro, o rapaz é conhecido no bairro, mas esta é a primeira vez que ele surta na rua.

Na Emei, o rapaz não chegou a tentar entrar, mas passou e bateu o facão repetidas vezes nas grades, deixando os funcionários apavorados, principalmente pelo recente caso de Santa Catarina, quando três crianças e duas funcionárias foram assassinadas a golpes de faca por um rapaz de 18 anos.

“Não havia crianças na escola, apenas funcionários. Ele ficou batendo nas grades e todo mundo ficou bem assustado e apreensivo, ainda mais depois do que aconteceu ontem em Santa Catarina na creche. Ele não tentou entrar, mas ficava batendo com o facão no portão. Foi difícil”, disse um servidor que preferiu não se identificar.

 A polícia foi acionada e ele foi encaminhado para a 4ª Delegacia de Polícia Civil, na região das Moreninhas e deve responder por ameaça, dano e vias de fato. A diretora da Emei, que não quis falar com a imprensa, e o marceneiro também foram ao local registrar a ocorrência.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias