Quinta, 06 de Maio de 2021 08:22
67 99698-9354
Mato Grosso do Sul Reajuste

Reajuste de quase 9% na conta de luz passa a valer a partir de hoje em MS

Concessionária Energisa leva energia elétrica a cerca de 1 milhão de unidades de 74 municípios do Estado

26/04/2021 08h45 Atualizada há 2 dias
1.069
Por: Redação
Reajuste de quase 9% na conta de luz passa a valer a partir de hoje em MS

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou por unanimidade nesta quinta-feira (22) o reajuste médio de 8,90% na conta de energia elétrica regulada pela concessionária Energisa em Mato Grosso do Sul. O reajuste vale a partir de hoje e vai vigorar pelo prazo de um ano.

“A nova tarifa passa a valer a partir de hoje e já será cobrada nas próximas faturas, o nosso objetivo é continuar com a agenda positiva para que no futuro haja uma tarifa cada vez menor, para que os próximos reajustes não sejam com tanta pressão ao bolso do consumidor”, explicou o gerente de Regulação Econômica do Grupo  Energisa, Bernardo Athayde.

Pelo cálculo da Aneel, os clientes de baixa tensão (residencial e comercial) terão reajuste de 8,27% e alta tensão (indústrias), 10,69%. A concessionária atende cerca de 1,022 milhão de consumidores em 74 municípios do Estado. 

Bernardo explicou que foi necessário um grande esforço do setor elétrico em busca de medidas para reduzir os impactos nas tarifas para a população, devido ao agravamento da pandemia e a situação de vulnerabilidade de milhares de famílias. 

“No ano passado tivéssemos muito pressão no valor da tarifa, o IGP-M corrige alguns contratos que envolve a energia elétrica disparou nos últimos meses, a valorização do dólar também pressionou a tarifa para o consumidor, além da suspensão das bandeiras tarifárias durante a pandemia, são muitos fatores que contribuíram para o aumento ser de 8,27%”, destacou.

Últimas notícias 
De acordo com a Aneel, entre as principais providências para a redução do reajuste deste ano em Mato Grosso do Sul está a renegociação do prazo para pagamento de contratos de transmissão de energia relativos a créditos decorrentes da reforma do segmento em 2013, além de outros fatores.  

“Nos últimos dias houve uma agenda muito positiva buscando soluções para diminuir as tarifas, como usar créditos de Itaipu, com o objetivo de buscar por uma menor pressão para as tarifas, foi estimulado que essa agenda continuasse nos próximos anos”, pontuou. 

Como alternativa para reduzir a conta de luz, a população que se enquadrar nos critérios determinados pode solicitar  “Tarifa Social de Energia Elétrica”.

O benefício é voltado para famílias com renda de até meio salário-mínimo, tendo descontos de até 65% na tarifa. 

Para se cadastrar no programa é preciso procurar o Centro de Referência em Assistência Social da cidade com documentos pessoais e o número do NIS. Após realizado o cadastro, o cliente deve procurar um posto de atendimento da Energisa Mato Grosso do Sul para finalizar o processo. 

Ao todo, Mato Grosso do Sul possui mais de 172 mil famílias já cadastradas recebendo o benefício.

“A tarifa social é mais uma alternativa para que o consumidor de baixa renda tenha condição de quitar seus débitos, é importante que as pessoas busquem o cadastro”, pontuou o gerente de Regulação Econômica do Grupo  Energisa.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias