Quinta, 06 de Maio de 2021 07:53
67 99698-9354
Nova Alvorada do Sul Negligência?

Hospital Municipal entrega resultados de exames de COVID-19 errados, gerando duvidas e espanto em pacientes

Entrega de resultados errados podem ter colaborado com aumento dos casos DE cOVID-19 em Nova Alvorada do Sul

17/04/2021 18h45 Atualizada há 2 semanas
3.224
Por: Redação
Hospital Municipal entrega resultados de exames de COVID-19 errados, gerando duvidas e espanto em pacientes

Os pacientes que procuraram o Hospital Municipal de Nova Alvorada do Sul Francisca Ortega em 2020 e precisaram novamente se submeterem a exames para detectar o vírus da COVID-19 em 2021, podem ter surpresas ao conferirem os resultados.

Reclamações de pacientes que já realizaram o exame em 2020 e neste ano de 2021 precisaram realizar novamente os exames, dão conta que de forma errônea o Hospital esteja entregando aos pacientes os resultados dos exames realizados em 2020.

A Paciente G.O.V de 36 anos, moradora na área central, entrou em contato com nossa redação relatando que esteve no Hospital Municipal na última quinta-feira (15), no período noturno, onde estaria acompanhando sua filha E.V.A de 13 anos, que apresentava sintomas de Covid-19. Realizada a coleta do exame foi marcado para a manhã deste sábado (17) a retirada do resultado.

Ao ligar na manhã de hoje no hospital, a atendente informou que o resultado do exame seria positivo e que a mãe deviria vir acompanhada da adolescente para início da medicação. Ao chegar no hospital mãe e filha foram encaminhadas para a ala do hospital onde os pacientes positivos estariam sendo atendidos, ela teve que submeter a consulta e foi passada toda a medicação como se ela tivesse positivo. Após o atendimento a mãe foi se atentar que o resultado do exame entregue estava com a data de nove de setembro do ano passado, esse exame foi quando sua filha ano passado apresentando sintomas procurou o hospital para atendimento e a adolescente realizou o exame. Ao tentar reparar o erro foi constatado que o resultado do exame realizado na última quinta-feira ainda não estava disponível.

O pior ainda estava por vir

A mãe da criança no dia 17 de março de 2021 apresentava alguns sintomas suspeito e procurou o hospital municipal onde foi solicitada a realização do exame para Covid-19, no dia 21 de março a mãe retornou ao hospital para pegar o resultado do exame e foi constatado negativo para Covid-19.

“Como o exame da minha filha eles informaram errado , ao chegar em casa fui olhar o resultado do meu exame, olhei atentamente o resultado e para meu espanto, acredita que eles tinham impresso errado também, imprimiram o outro exame que eu fiz em setembro de 2020”, imediatamente  voltei ao hospital e pasme a menina imprimiu pra mim o correto e acredita eu estava POSITIVO  pra Covid-19, mais como me entregaram um exame negativo em março eu vivi minha vida normalmente, tive contato com outras pessoas, principalmente dentro de minha casa onde residimos em seis pessoas, eu estava contaminada e por incompetência de alguém eu estava vivendo uma vida normal, fico aqui imaginando se eu contaminei alguém, poderia ter passado o vírus aos meus familiares, e outras pessoas. Disse a mãe.

Quero pedir a todos vocês que fizeram exames anteriormente principalmente em 2020 e que por algum motivo teve que realizar outro exame agora em 2021, que olhem atentamente os resultados, que olhem a data da coleta do exame se aparece certa como 2021, acredito que outras pessoas estejam passando por esse erro, e não foi a mesma funcionária que cometeu esse erro, minha filha foi uma servidora e para mim foi outra, ou seja não pode ser uma falha simplesmente humana ou fato isolado, isso é preocupante, lembrando que mês passado foi o pior mês para Nova Alvorada do Sul, com inúmeros contaminados, as autoridades precisam investigar isso, descobrir quem está falhando, se foi proposital ou não, será que essas falhas não ajudaram a aumentar o número de contaminados, isso não pode cair no esquecimento. Finalizou a mãe revoltada.

Nosso departamento jurídico, aconselhou as pessoas envolvidas a procurarem o Ministério Público e a Delegacia de Polícia para registrar os fatos obrigando a abrir uma investigação para descobrirem o que de fato aconteceu dentro do Hospital Municipal, somente com o registro da ocorrência os fatos poderão serem investigados e não caírem no esquecimento

Obs: Os nomes das pacientes bem como os exames foram ocultados para preservarem a imagem da adolescente e sua mãe

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias