Terça, 09 de Março de 2021 01:11
67 99698-9354
21°

Poucas nuvens

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,78

Euro

R$ 6,85

Peso Arg.

R$ 0,06

Anúncio
Brasil Auxilio

Novo auxílio emergencial: confira lista de quem ficará de fora em 2021

Previsão do governo é de que pagamentos comecem em março

21/02/2021 16h36 Atualizada há 2 semanas
1.393
Por: Redação
Novo auxílio emergencial: confira lista de quem ficará de fora em 2021

Com a pandemia ainda causando restrições e agravando a crise econômica, o novo auxílio emergencial 2021 é um dos assuntos mais esperados por parte da população brasileira. Apesar de já estar definido  que haverá novos pagamentos este ano,  faltam acertar alguns detalhes.

O primeiro deles é quem terá direito a receber a ajudar que deverá ficar em torno de R$ 250 a ser pago nos meses de março, abril e maio, podendo ser prorrogado para junho. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já adiantou que cerca de 40 milhões de brasileiros devem receber o novo auxílio emergencial, número abaixo dos cerca de 68 milhões que receberam a ajuda no início da pandemia.

Assim, estima-se que em torno de 33 milhões de brasileiros, além de 14 milhões de beneficiários do programa , sejam selecionados através de um cruzamento de bancos de dados, que foi utilizado como funil para determinar os contemplados da nova rodada do auxílio emergencial. O trabalho aconteceu nos últimos 11 meses.

Ficam de fora das novas parcelas do auxílio emergencial em 2021:

Quem recebe pensão;
;
Benefício assistencial;
Seguro desemprego;
Tem vínculo empregatício ativo.

Como será a seleção

A nova plataforma do governo utilizada para criar o  cruza informações de 11 bancos de dados para verificarem a situação dos beneficiários. Dentre as 11 bases de dados estão: CAGED, , MEI, CNIS, dentre outras.

Para ter acesso aos dados é preciso somente o CPF do beneficiário, onde a plataforma é capaz de verificar se o beneficiário é servidor público, empresário, militar, aposentado ou pensionista, além de ser possível verificar quem são os dependentes declarados no .

Após a concessão do auxílio, o governo tem a pretensão de ampliar o uso desta plataforma e aplicá-la em programas para a distribuição de emprego e renda.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias