Sexta, 26 de Fevereiro de 2021 15:20
67 99698-9354
Anúncio
Mato Grosso do Sul Rio Brilhante

Após deixar finanças de Maracaju no vermelho, ex secretário de planejamento e candidato derrotado a prefeito consegue secretaria na Prefeitura de Rio Brilhante

Lenilson atualmente está à frente da Secretária de Finanças de Rio Brilhante

20/01/2021 08h51 Atualizada há 1 mês
1.550
Por: Redação
Após deixar finanças de Maracaju no vermelho, ex secretário de planejamento e candidato derrotado a prefeito consegue secretaria na Prefeitura de Rio Brilhante

O ex-secretário de planejamento da prefeitura municipal de Maracaju e candidato derrotado nas eleições de 2020, Lenilso Carvalho, nem bem teve descanso e já está nomeado na prefeitura de Rio Brilhante.

O ex-secretário de planejamento de Maracaju e candidato derrotado nas eleições de 2020 foi contemplado com o prêmio de consolação para exercer o cargo de Secretário Municipal de Administração e responder pela Secretaria Municipal de Planejamento, Controle e Finanças, no município de Rio Brilhante.

Lenilso saiu do município de Maracaju sem deixar saudades, mesmo tendo a máquina administrativa a seu favor, não conseguiu sair vitorioso na eleição municipal em novembro último.

Informações extras oficiais são de que a nova administração encontrou o município com dividas altíssimas, atraso de fornecedores e algumas investigações em andamento por parte do ministério público estadual.

Umas das investigações em andamento seria a denúncia de favorecimento em licitações uma empresa de Maracaju sem condições comprovatórias para participar dos certames licitatórios, entre uma dessas empresas o empresário ficou milionário, mas sede da empresa não condiz com as atividades do CNPJ.

O valor pago a uma única empresa até o momento foi de 3,6 milhões em fornecimento de merenda escolar e a sede da empresa não parecer nada com o ramo do negócio.

A sede da empresa é uma casa comum e humilde na Rua Prudente de Moraes, no Bairro Alto Maracaju, onde o empresário reside. O empresário ficou "milionário" em dois mandatos de Maurílio.

Conforme a denúncia, na gestão do prefeito Maurílio, e sendo Lenilson Carvalho Antunes secretário de Planejamento, o empresário firmou contratos que vão desde o fornecimento de produtos de limpeza, a equipamentos de informática, papelaria, alimentos para a rede municipal e até produtos para barreira sanitária contra o coronavírus.

O empresário, que iniciou contratos em 2013, com renda de dois salários mínimos durante todo o ano, viu o faturamento se tornar milionário em pouco tempo. No ano seguinte, lucrou quase R$ 150 mil.  Em 2016, seu “progresso empresarial”, ligado à merenda escolar, gerou R$ 156 mil.

No segundo mandato de Maurílio, já em 2017, foram mais de R$ 300 mil e, nos dois anos seguintes, ele faturou mais de R$ 1 milhão. A somatória hoje é de uma fortuna de R$ 3,6 milhões.

 

O que também chama a atenção é o fato da empresa ser credenciada como principal ramo de atividade comércio varejista de artigos de papelaria. Na casa descrita como sede não tem estoque de arroz ou feijão, por exemplo.

Em 2020, o empresário recebeu mais de R$ 717 mil com venda de gêneros alimentícios para merenda mesmo com aulas suspensas por conta da pandemia, conforme a denúncia.

Boquinha na saúde

Conforme o Portal da Transparência, o empresário ainda conseguiu faturar R$ 7 mil com a venda de produtos para a barreira sanitária contra o coronavírus. Mesmo sem especialização na área.

Lamentável é ver um município prospero como Rio Brilhante, servindo de entreposto para candidatos derrotados em outros municípios, se não deu certo em Maracaju vamos para Rio Brilhante e o município fica preso a essa política de compadres, onde pessoas com disposição, novas ideias e vontade de trabalhar ficam de fora devido a acordos políticos.

O atual prefeito de Rio Brilhante Lucas Foroni, do MDB, tem tudo para escrever seu nome na história política da pequena cativante, até mesmo condições de superar o ex gestor Donato Lopes, prefeito eleito por 5 mandatos e teve a hombridade em não disputar a reeleição em novembro último.

Lucas Foroni tem 25 anos, é solteiro, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de agrônomo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio. Eis, um nome para fazer história e herdar de seu pai Sidney Foroni a bagagem política e se tornar um grande Deputado para o estado de Mato Grosso do Sul, mas para isso precisa se cercar de pessoas capacitadas e preparadas, com um único objetivo de fazerem política em prol da população e não de interesses próprios.

Em contato com a assessoria de comunicação de Maracaju, foi dito a nossa redação que até o momento a atual administração não possuía dados concretos sobre a atual situação financeira do município, visto que, o governo de transição ainda não se encerrou em efetuar os devidos levantamentos.

A redação do Folha da Cidade MS deixa reservado o direito para esclarecimentos as partes citadas na reportagem

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias