Quinta, 09 de Julho de 2020 19:13
67 99698-9354
18°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,34

Euro

R$ 6,03

Peso Arg.

R$ 0,08

Anúncio
Brasil Caixa

Caixa irá alterar datas da 2° parcela do auxílio emergencial para evitar filas

Caixa irá alterar datas da 2° parcela do auxílio emergencial para evitar filas

04/05/2020 09h30 Atualizada há 2 meses
31
Por: Redação
Caixa irá alterar datas da 2° parcela do auxílio emergencial para evitar filas
Para tentar diminuir as aglomerações e filas, a Caixa Econômica Federal irá alterar o calendário da 2ª parcela do Auxílio Emergencial. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o pagamento deste mês de maio, será reformulado para que se evite filas. Entretanto, o novo calendário ainda será discutido com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni e apresentado ao presidente Jair Bolsonaro antes de ser divulgado. Guimarães ainda afirmou que a intenção é evitar sobreposição entre o pagamento do Bolsa Família e do auxílio emergencial para reduzir a demanda. Isso porque, nesta semana, houve pagamento concomitante do programa e do auxílio emergencial, tanto via contas digitais quanto para saque em espécie, o que aumentou as aglomerações. “Não há condição de misturar pagamento do Bolsa Família com o das contas digitais. Vamos minimizar filas no segundo pagamento do auxílio emergencial”, afirmou. “Estamos fazendo o maior pagamento do Brasil e talvez do mundo neste momento. Cinquenta milhões de brasileiros receberam recursos nos últimos 20 dias”. Devido aos pagamentos do auxílio emergencial, muitas pessoas se aglomeraram para receber o benefício. “Sabemos que houve aglomeração grande nesta semana, estamos agindo para resolver. Não há possibilidade de pagar 50 milhões de pessoas em três semanas sem fila, não vou prometer”, frisou o representante da Caixa. Guimarães ainda disse que o calendário do Bolsa Família não vai mudar e o benefício seguirá sendo pago nos últimos dez dias do mês. Ele ainda afirmou que a demanda nas agências tem sido enorme e que a maioria das pessoas vai pras agências para pedir informações e não para sacar o auxílio. “O próximo calendário levará em conta tudo o que está acontecendo agora. Entendemos a necessidade e o desespero das pessoas por esses recursos”, garantiu. Segundo Guimarães, um dos focos de melhoria será o aplicativo do auxílio emergencial.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias