Quinta, 06 de Agosto de 2020 20:33
67 99698-9354
Mato Grosso do Sul Após

Após a carne de boi, preços do pernil e peru quase que dobraram para ceia

Após a carne de boi, preços do pernil e peru quase que dobraram para ceia

12/12/2019 17h51 Atualizada há 8 meses
15
Por: Redação
Após a carne de boi, preços do pernil e peru quase que dobraram para ceia
Que o churrasco do final de ano já foi comprometido com a alta de 30% na carne bovina todo mundo já sabe. Mas a notícia ruim para a dona de casa que pretende investir naquele pernil na ceia, ou então o tradicional peru de Natal, é que os produtos natalinos, mais precisamente as carnes especiais tiveram reajuste de quase 50% nos supermercados e açougues da Capital. O quilo do pernil suíno por exemplo está 48,6% mais caro em relação ao ano passado enquanto o peru teve acréscimo de 23% como é o caso das aves especiais. Os dados constam da pesquisa realizada pela Superintendência para Orientação Defesa do Consumidor – Procon/MS, realizada no período de 02 a 10 de dezembro. O Procon apurou os preços de 171 itens natalinos em oito estabelecimentos. O produto com maior diferença de preços é o bacalhau do Porto com 173,25% enquanto a menor variação, 0,58% foi constatada no azeite de oliva extra virgem Borges com 250 ml. O levantamento foi feito nos estabelecimentos: Assaí Atacadista ( avenida Consul Assaf Trad), Atacadão (avenida Coronel Antonino), Carrefour ( shopping Campo Grande), Comper ( avenida Mascarenhas de Moraes), Extra Hipermercados ( rua Maracaju), Fort Atacadista (rua São Borja), Pag Poko (avenida Pedro Chaves dos Santos) e Supermercado Pires ( avenida Marquês de Pombal) Como metodologia da pesquisa o Procon Estadual estabeleceu termos comparativos entre produtos de mesma apresentação (tamanho, peso e medida) adquiridos no ano passado e os oferecidos atualmente. A planilha constatou 71 itens que apresentam essas características. Destes, 27 apresentam decréscimo e 44 vêm com aumento. O que demonstra maior acréscimo se trata de pernil suíno com osso com 48,6 % de alta, enquanto o decréscimo mais considerável está na lentilha Ponzan de 500g com queda de 39,62%. Produtos - No caso das carnes, a suína teve aumentos disparados na pesquisa passando de R$ 7,99 o kg para R$ 15,55 no caso do Pernil com osso Aurora (que foi justamente o produto campeão de preços). Outro produto com reajuste de 32,7% foi o Pernil com osso temperado Seara, que passou de R$ 10,30 o quilo para R$ 15,31, O pernil desossado temperado Sadia saiu de R$ 25,98 para R4 30,93 o quilo, alta de 16%. Ja nas aves especiais o Chester Perdigão ficou 23,4% mais salgado para o bolso e paladar passando de R$ 16,68 para R$ 21,79, segundo o levantamento. No caso do tradicional peru os valors que eram de R$ 17,58 o quilo da marca Sadia temperado em 2018 pulou para R$ 19,48 neste ano.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias