Sexta, 10 de Julho de 2020 15:25
67 99698-9354
29°

Nuvens esparsas

Campo Grande - MS

Dólar com.

R$ 5,32

Euro

R$ 6,01

Peso Arg.

R$ 0,08

Anúncio
Mato Grosso do Sul Em

Em três meses, número de novos casos de sífilis quadruplica em cidade de MS

Em três meses, número de novos casos de sífilis quadruplica em cidade de MS

29/07/2019 09h37 Atualizada há 11 meses
13
Por: Redação
Em três meses, número de novos casos de sífilis quadruplica em cidade de MS
Entre os meses de abril e junho deste ano, o número de novos casos de sífilis quadruplicou em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande. O primeiro trimestre do ano fechou com 11 novos casos da doença na cidade. Entretanto, a partir de abril, o número disparou e a cidade registrou 44 novos casos de sífilis. Com isso, o primeiro semestre do ano fechou com 55 novos casos da doença em Três Lagoas, conforme informações do Programa Municipal IST/Aids, obtidas pelo jornal local JP News. O município registrou uma média de nove casos por mês, ou seja, dois casos por semana. No ano passado, eram 102 pessoas em tratamento contra a sífilis no município. Ainda segundo dados obtidos pelo JP News, a doença atinge principalmente os homens 25 e 29 anos, que são 23% dos pacientes. A faixa entre 30 e 34 anos também preocupa, com 18% dos casos. Neste ano, 34 homens e 21 mulheres contraíram sífilis em Três Lagoas. Segundo o Ministério da Saúde, a sífilis é uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível) curável e exclusiva do ser humano. Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior. A sífilis pode ser transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada ou para a criança durante a gestação ou parto. O tratamento feito nas unidades de saúde é com a penicilina benzatina (benzetacil). Esta é, até o momento, a principal e mais eficaz forma de combater a bactéria causadora da doença, afirma o Ministério da Saúde.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias